Perguntas frequentes


Tire suas dúvidas.

Geralmente se calcula de 5 a 7 doces na mesa por pessoa, contudo isso não é uma regra. Existem famílias que são muito doceiras e o anfitrião quer oferecer uma quantidade maior de doces para deixar seus convidados a vontade. Não existe mal nenhum em oferecer 10 por pessoa, mais do que isso é acumular sobras.
Doces finos são aqueles mais elaborados, que trazem um formato diferenciado e algumas vezes ingredientes não tão comuns. Ex: Gota Francesa de Maracujá – Casquinha de chocolate com transfer moldada uma a uma artesanalmente, em formato de gota, recheada com mousse de maracujá e decorada com geléia de maracujá. Casquinha de massa filo com trufa de pistache e geleia de pimenta – Casquinha de uma massa bem fina, modelada uma a uma artesanalmente, recheada com trufa de pistache e decorada com geleia de pimenta.
Doces temáticos para casamento são todos aqueles que deixam claro qual é o evento. O mesmo acontece com uma festa infantil em que o tema é Frozen. O pirulito vai ter o rosto dos personagens, a maça decorada vai ter o corpo e o vestido das personagens etc. No casamento, o Santo Antônio, o Casal de Noivinhos, o Bombom com Transfer de Noivinho/a, o Coração de Noivinho e Noivinha deixam claro qual é o tipo de evento.
Doces tradicionais são doces mais comuns mas não menos gostosos, que podem e devem ser utilizados na mesa de casamento, visto que são doces que atraem a preferência de mutos convidados. Ex: Brigadeiro Gourmet, Ele/Ela, Quindim etc.
Não existe regra para uma mesa de doces. O ideal é que ela agrade aos noivos e seus convidados. Não é necessários que os doces sigam as cores do casamento. Eles tem que ser bonitos, estarem frescos e principalmente deliciosos.
Não existe um número definido de sabores, o ideal é oferecer uma mesa farta em cores e sabores mas sem a obrigação de ter um doce de cada tipo para cada convidado. O que se faz normalmente é colocar alguns doces fino e temáticos em menor quantidade para trazer beleza a mesa e completar com uma quantidade maior dos outros tipos escolhidos.
A forminha de flor traz beleza a mesa e valoriza os doces. Não existe a necessidade de comprar forminhas de flor para todos os doces que vão para a mesa. O ideal é que elas sejam utilizadas somente nos doces tradicionais para valorizar o doce. Portanto o número de forminhas de flor pode ser igual ao número de doces tradicionais que irão para a mesa.
A forminha de flor é um complemento do doce. O ideal é que seja utilizada em doces tradicionais, já que os doces finos, temáticos e elaborados dispensam a sua utilização. Tem que se levar em conta o valor do doce e o valor da forminha e juntar os dois valores para evitar gastos desnecessários.
Necessariamente não. O bolo de casamento é uma tradição mas não é obrigatório. Existem casais que não fazem questão do bolo e simplesmente não o oferecem, outros querem dar um destaque especial a ele e inclusive colocam uma mesa só para o bolo. Isso também vai depender do tipo de mesa que vai ser utilizado para a montagem dos doces, muitas vezes os doces e o bolo não cabem na mesma mesa.
A mesa de doces tem o poder de construir a o mesmo tempo destruir uma festa de casamento. Tudo tem que ser preparado com a máxima antecedência possível para evitar surpresas desagradáveis. O ideal é que se separe um tempo de pelo menos 5 horas para a montagem. Que seja colocada a decoração, as peças que serão utilizadas para colocar os doces, seja preservado o espaço para o bolo e pelo menos 3 horas antes do início da cerimônia se dê inicio a colocação dos doces e bolo.
Os doces de uma festa de casamento tem que ser servidos o mais fresco possível. Casquinhas de chocolate, bombons fechados e alguns recheios podem ser preparados de véspera sem prejuízo nenhum ao produto. Rechear e decorar as casquinhas de chocolate e doces que são enrolados na mão, devem ser preparados no dia do evento para manter a beleza e o sabor.
Brigadeiria ao vivo é um serviço que acontece durante um evento, no momento da festa. São ofertados diversos tipos de brigadeiros gourmet e diversos confeitos. O convidado escolhe o tipo de brigadeiro que quer e o tipo de confeito e tem o seu brigadeiro enrolado, passado no confeito e entregue na hora. É bastante utilizado nos eventos com mesa de doces por se tratar de um serviço diferente e de custo menor, afinal brigadeiros, mesmo que gourmet, saem mais em conta do que outros tipos de doces. O mais interessante deste tipo de serviço é que ele preserva a mesa de doces.
Os doces que por ventura não entrarem na mesa por falta de espaço, podem ser servidos volante pelos garçons, utilizados para reposição da mesa ou serem armazenados em caixas e entregues para o anfitrião, para que ele distribua conforme o seu desejo.
Doce volante não é uma obrigação, vai depender do número de convidados e da quantidade de doces disponíveis na mesa. Se optar por montar uma mesa com doces em menor quantidade somente para ter uma mesa bonita, o ideal é que o doce volante seja servido. Isso evita que os convidados comam os doces da mesa, que já não são muitos, antes mesmo das fotos serem tiradas.